Métodos de Impressão (2011)

Artistas:

BRUNO FERNANDES, LEANDRO VALENTE, HUGO SILVA, ANDREIA SANTANA, CLÁUDIO LIMA, FLÁVIO DELGADO, SANDRA BERNARDO, MÓNICA REIS, MARIANA SAMPAIO, MARIA CARREIRA, CRISTIANA FERNANDES, EUNICE RIBEIRO, TELMO CHAPARRA, RAQUEL MOURO, RAFAEL FARIA, MÓNICA GARCIA, DULCE NUNES.

Folha de sala

Se procurássemos delinear a historiografia da gravura poderíamos começar por dizer que se trata de uma incisão numa superfície dura, geralmente plana, que quando em contacto com a tinta e o papel resulta numa gravação. Os materiais a usar como chapa de impressão são os mais diversos e destacam-se, por exemplo, a prata, o ouro, o aço, o cobre ou o vidro. Por conseguinte, a gravura representa, quer institucionalmente como historicamente, uma importante forma de produção imagens em papel sendo que na sua génese terá sido amplamente utilizada em reproduções comerciais, ilustrações para livros e revistas. A tecnologia e, nomeadamente a fotografia, veio substituir este seu papel nos meios de comunicação remetendo-a à representação de uma forma particular de expressão artística.

A ESAD.CR manteve, desde a sua génese, esta forma de expressão plástica nos seus currículos, proporcionando aos seus alunos uma oportunidade única de trabalhar com meios de impressão tradicional. Desta forma, tem oferecido uma experiência que contribui para que a prática da arte contemporânea incorpore técnicas antigas, numa espécie de olhar sobranceiro do passado, e de acomodar uma forma de criação milenar nas preocupações conceptuais das práticas contemporâneas. Os trabalhos aqui expostos abordam inúmeras questões da história da arte e da prática artística contemporânea, incluindo o conceito da obra de arte única, a tradução de uma imagem original para uma gravura e a apresentação dos meios de comunicação não convencionais como o desenho. Deve-mos ainda realçar que estão aqui representadas várias técnicas de meios de impressão no âmbito da gravura, onde se destacam a gravura cega, a ponta seca, a água-forte, as colagens e a xilogravura.

Os trabalhos artísticos desta exposição representam, todavia, algo mais importante do que qualquer medium, caso contrário tratariam apenas o formalismo superficial. Assim, apresentam-se abordagens efectuadas por alunos das disciplinas de gravura que oscilam entre a iniciação à gravura até à gravura avançada e a trabalhos de alunos de mestrado em artes plásticas. Esta seleção de 17 alunos/artistas aqui proposta, repercute uma pluralidade de expressões que proporcionam, em certo sentido, um novo olhar sobre as potencialidades que este medium detém e, simultaneamente, defende o seu entendimento e posicionamento amplamente na atualidade.

David Etxeberria, Agosto de 2011

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s